Uma Constatação.

Ontem comecei a instalar o Ubuntu numa máquina com a seguinte configuração de HD:

Um hd particionado em dois, a primeira com o sistema (e 14Gb livres) e a outra com os arquivos (com 21,5Gb livres). Queria organizar os dois sistemas na partição de sistemas e cheguei a seguinte conclusão: existe um impecilho grande na instalação dessa maneira (que pode ser a mesma de alguém), enfiar dois sistemas em um pedaço tão pequeno não dá muito certo.

Não que o Ubuntu tenha crescido gigantescamente, mas é necessário uma outra configuração para que seja mais simples instalar dois sistema rodando em conjunto.
Na outra máquina que tinha o Ubuntu instalado (máquina essa que morreu), tinha um hd dedicado aos sistemas e recomendo isso para quem quer ter mais de um sistema rodando na máquina, além de pensar desde o início nas partições para os sistemas.

Vou reler os posts que eu mesmo fiz para buscar soluções e quem quiser mandar dicas para cá, eu publico.

Vou agora instalar usando a ferramenta de instalação direta do Windows.

Sejamos Livres!

Powered by ScribeFire.

Anúncios

2 comentários em “Uma Constatação.

  1. o pior erro que existe quando se tenta aprender linux é ter o windows na mesma maquina. Se vc que está tentando aprender linux de verdade manter o windows em algum pc perto de vc, vai cair na tentação de usar a alternativa windows no lugar de achar solução no linux…

    eu não tive uma boa experiencia com ubuntu nem na primeira vez com a versão 5 e nem na segunda com a versão 8.10…

    motivo: essa distro me costuma quebrar num lugares que naum devia por causa de coisas menos provaveis ainda. tipow no HAL devido ao xbmc….

    Curtir

    1. Olá Id, valeu pelo comentário. Mas permita-me discordar de você:
      Acho bem questionável o argumento. Cada usuário (digo isso devido a experiência que tenho tido aqui no blog), assume uma postura bem particular quanto ao uso dos sistemas que tem na máquina, geralmente bem pragmático. Cada cenário de uso vai determinar como cada um faz uso de multiplos sistemas. Na verdade, a grande maioria das pessoas que leem o blog e que entram em contato comigo, não querem aprender Linux, querem simplesmente usar, se cansaram do Windows e querem uma alternativa amigável, para isso acho uma boa tática de “passagem”, usar dois sistemas.
      Já vi gente que tem o windows instalado somente para outras pessoas da casa, outros dependem de programas (como os da Adobe) e não se acostumaram (ainda?) com os similares Open Source e por aí vai, tendendo ao infinito. Um erro comum, que geralmente cometemos, é tentar generalizar todos os comportamentos e basearmos nossa estratégia assim. Minha experiência diz que, se o Open Source começar a pensar mais em cenário de usos vai se beneficiar bastante, está aí o Ubuntu para validar essa minha opinião.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s