Linux x Windows

Essa é uma reprodução do post Linux x Windows em http://www.tuxresources.org/blog/winlin/
por indicação do Sidnei  da Comunidade  Ubuntu  Brasil do Orkut

Conheça as diferenças e similaridades entre um Desktop Linux e um Desktop Windows.

Muitas pessoas ouvem falar muito bem sobre o Linux em um computador desktop mas têm receio de fazer a migração. Tentarei mostrar neste artigo como funciona um desktop Linux apontando suas similaridades com o desktop Windows. Você verá ao longo deste texto que trabalhar num Linux é muito mais fácil do que se pensa.
A distribuição adotada foi o Ubuntu Linux 5.10 que se beneficia do ambiente gráfico Gnome 2.12. A versão do Windows utilizada foi a XP Profissional.
Primeiramente vou comparar com screenshots dos 2 sistemas para que você possa ver as semelhanças. Depois disto irei mostrar apenas fotos do Linux para que você conheça alguns utilitários e ferramentas interessantes. Ao término de sua leitura, por favor pense bem sobre os 2, compare e lembre-se do custo de cada um. Lembrando que o Ubuntu Linux é gratuito. No final colocarei os custos do Windows e Office.

O Desktop
Na primeira vista, considero o desktop gnome muito mais bonito que o desktop do Windows XP, porém cada pessoa tem um gosto. Vamos dar uma olhada no desktop padrão do Windows e meu desktop Linux:

Desktop LinuxDesktop Windows

O menu iniciar do Windows XP devo confessar que é muito bem organizado (em relação ao Windows 98 por exemplo), mas a organização do menu do Linux é muito maior. Todos os programas são organizados por categorias como podemos ver nas fotos a seguir:

Menu Iniciar WindowsMenu Iniciar Linux

O “Meu Computador” é o primeiro local que um usuário costuma buscar para acessar os arquivos no HD, CD, DVD, Disquete ou Pen Drive. No Linux estes locais podem ser acessados pelo menu “Locais” mas também estão no “Meu Computador” como podemos conferir. Não há muitas novidades e o usuário do Windows irá se familiarizar muito bem com o Ubuntu Linux. A única diferença que ele notará é o fato de que após colocar um CD ou DVD no drive não será possível retirá-lo pelo botão que se encontra no próprio drive. O disco ficará travado, por segurança, e só sairá quando alguém clicar com o botão direito em seu ícone e em seguida em “ejetar”.
Esta opção é muito boa pois impede que alguém retire do drive o disco no meio de uma cópia de arquivos. O sistema não permitirá que o usuário ejete o disco caso o dispositivo esteja sendo utilizado.
O Ubuntu Linux monta automaticamente os CDs, DVDs, Câmeras Digitais e Pen Drives assim que conectados ao computador:

Meu Computador WindowsMeu Computador Linux

Gerenciar arquivos no computador é uma necessidade. Nada como fazer isso de forma fácil não é mesmo? No Windows as pessoas estão acostumadas com o “Windows Explorer” que copia, recorta, cola e move arquivos. Também o utilizamos para criar pastas, remover arquivos e até mesmo criar atalhos. No Linux isso não é diferente pois nele usamos um gerenciador de arquivos muito eficiente, o “Nautilus”.
Os atalhos são os mesmos (Ctrl + C, Ctrl + V, Ctrl + X, etc) e o trabalho de copiar/mover arquivos geralmente não passa de um mero arrastar de mouse. No Nautilus ainda possuímos alguns recursos adicionais. No local onde fica a árvore de diretórios podemos colocar diversas outras informações como dados do arquivo/diretório, histórico dos locais visitados, locais comuns a serem visitados e até alguns emblemas para colocar nos diretórios facilitando a visualização. Como podem ver eu personalizei meus diretórios no Nautilus com emblemas de som, design, documentos, etc. Vale lembrar que o Nautilus, assim como o Explorer (à partir do Windows XP), grava CDs de dados diretamente. Basta ir ao criador de CDs, copiar tudo pra dentro e clicar em “gravar” com um CD virgem no drive. Também é interessante ressaltar que o Nautilus é o gerenciador de arquivos do Gnome, mas não é o único para Linux. No KDE (outro ambiente gráfico, afinal no Linux temos vários desktops diferentes para se utilizar) temos o Konqueror. Existem vários outros disponíveis para Linux:

Explorer WindowsExplorer Linux

O navegador de internet do Windows é o “Internet Explorer”. Diversos usuários inexperientes chamam o Internet Explorer apenas de “Internet” e acreditam que é só clicar naquele ícone dele para poder entrar na internet. Não temos o Internet Explorer no Linux e eu acho isso muito bom. O Internet Explorer é de longe o navegador mais vazado da internet. No Linux podemos usar o Firefox, Mozilla, Galeon, Epiphany, Opera, Konqueror, dentre diversos outros. Eu costumo usar o Firefox que é de longe melhor que o Internet Explorer. A Microsoft recentemente copiou o recurso de bloquear popups em seu Service Pack 2 para Windows XP. Os usuários do Linux já usavam esse recurso a anos. O Firefox além de bloquear essas janelinhas chatas, ainda pode ser totalmente personalizado com temas e extensões. Pra se ter uma idéia da pra colocar previsão do tempo, checagem de e-mails, jogos e muito mais dentro do firefox. Além do mais ele navega por abas não deixando aquela sujeira com 500 janelas abertas ao mesmo tempo:

Navegador WindowsNavegador Linux

No Windows, quando vamos configurar alguma coisa no computador o primeiro lugar que visitamos é o Painel de Controle. Nele podemos configurar a aparência e recursos utilizados. No Linux isso não é muito diferente. Embora tenhamos 2 seções (uma para configurações do ambiente gráfico do usuário e outra para configurações do sistema que deve ser feita apenas pelo administrador) podemos ver grande similaridade entre os paineis. Este painel que mostrarei no Linux é o de peronalização do ambiente do usuário:

Painel de Controle WindowsPainel de Controle Linux

Para termos idéia da configuração no Linux (a parte administrativa que fica no outro painel) mostrarei abaixo o utilitário de instalação da impressora e a ferramenta de configuração da rede, e como sempre, mostrarei nos 2 sistemas operacionais:

Impressora WindowsImpressora Linux

Rede WindowsRede Linux

Agora vamos ver o famoso “Ambiente de Rede”, o lugar onde todos acessam quando querem pegar aquele arquivo que está compartilhado em outra máquina. Vale lembrar que o Linux consegue perfeitamente navegar nos sistemas de arquivos do Windows, mas o contrário não é válido (você acha mesmo que o Bill Gates vai querer que o Windows se integre com o Linux?). Porém é claro que a comunidade não para de trabalhar e para isso temos o Samba. O Samba é um servidor de arquivos que permite que o Windows veja os diretórios do Linux. Ele simula um servidor de arquivos Windows podendo ser implementado tranquilamente em qualquer empresa. Vamos ver o “Ambiente de Rede” dos dois sistemas operacionais:

Ambiente de RedeAmbiente de Rede Linux

Quando você vai instalar ou remover um programa no Windows você deve recorrer ao famoso “Adicionar e Remover Programas” não é verdade? Bem pra falar a verdade você só vai até lá quando vai remover um programa pois pra instalar tem que ficar se virando de verde e amarelo pra achar o mesmo na internet. No Linux também há um programa equivalente, porém há algumas diferenças. No meu Desktop Linux eu posso instalar mais de 17 mil programas todos listados diretamente da internet. Basta selecionar qual quero na lista e clicar em aplicar. Isso quer dizer que quando eu quero um programa para determinada tarefa não preciso sair em busca dele na internet nem mesmo ter de pagar aquela quantia absurda pelo mesmo. Basta abrir meu gerenciador de programas e localizar algo que me satisfaça dentre as muito bem organizadas categorias. Fácil demais né?

Adicionar - Remover WindowsAdicionar - Remover Linux

Os viciados em internet sempre utilizam mensageiros instantâneos. Tá legal… pra falar a verdade os não viciados também, todo mundo usa. No Brasil o mais popular é o MSN Messenger (isso mesmo. No Brasil! Lá no exterior o mais famoso é o YIM). Mas como conectar nele se a Microsoft não cria um cliente para Linux? Para isso temos diversos programas no Linux criados pela comunidade. Para aqueles que gostam de emoticons personalizados, janelas tremendo e webcams eu recomendo o aMSN messenger, porém eu gosto muito mais do meu GAIM. Com ele posso conectar ao mesmo tempo no ICQ, MSN, Jabber e GTalk. Vale lembrar que ele ainda se conecta no YIM, Zephir, Napster, Mirc e Gadu Gadu. A nova versão 2.0 do GAIM (que está para ser lançada) promete suporte a webcams e chat de audio, coisas que já estão sendo implementadas em outros programas. Confiram:

Messenger WindowsMessenger Linux

Tem gente que não assume mas é viciado(a) nos joguinhos do Windows. Bom, pra ser sincero com vocês o Linux tem joguinhos muito mais legais. Como exemplo cito o Frozen Bubble e o Super Tux. Porém vamos mostrar aqui, para acalmar alguns ânimos, que aqueles joguinhos de mal gosto que vêm no Windows também estão disponíveis no Linux.
Paciência, Paciência Spider, Freecell e Campo Minado:

Paciência Windows Paciência Linux

Spider Windows Spider Linux

Freecel Windows Freecel Linux

Receber e-mails através de um cliente é sem dúvida a forma mais fácil de se comunicar com outras pessoas pelo mundo. Um cliente de e-mail facilita bastante a nossa vida. O cliente de e-mail que vem com o Windows é o famoso Outlook Express. Já no meu Ubuntu Linux eu utilizo o Ximian Evolution, um poderoso cliente de e-mails que ainda me fornece calendário, agenda, lista de tarefas, notas e ainda integra com o Exchange. Recursos esses que só estão disponíveis no Microsoft Outlook, programa que faz parte da suite de aplicativos do Microsoft Office que é muito cara (R$ 1.500,00 pela versão Standard).

Correio Windows Correio Linux

Talvez você deva se sentir incapacitado de exercer suas habilidades artísticas configurando os temas em seu Windows XP. Ele vem com o tema padrão (com variações Silver e Olive) e o tema clássico do Windows. Pra colocar temas em ícones é preciso fazer uma danada de uma gambiarra e para temas gratuitos a mesma coisa. No meu Desktop Linux eu passo horas trocando temas. Além de inúmeros temas que podem ser baixados gratuitamente pela internet, há infinitas combinações dos mesmo o que torna a personalização um trabalho agradável e complexo. Posso personalizar cores, formas, bordas de janelas, papéis de parede, posições de botões, fontes, ícones e muito mais. Ferramentas como o “Gnome-art” possibilitam listar todos os temas disponíveis na internet para download e a instalação remota na hora sem nem precisar abrir o navegador:

Temas Windows Temas Linux

A famosa linha de comandos não poderia deixar de estar presente não é verdade? No Windows podemos usar o “Commander” para usar comandos do DOS. No Linux isso não é diferente. Utilizo meu “Gnome-Terminal” para rodar os comandos so Bash, a linha de comandos mais utilizada no Linux (isso mesmo, a mais utilizada. Existem várias outras, umas voltadas pra programadores, outras pra usuários, etc). Eu deixei o meu terminal branquinho mesmo apenas por preguiça, mas você pode deixar ele transparente, colorido, preto, da maneira que quiser.

Terminal Windows Terminal Linux

Bom, no Windows temos que comprar uma suite Office pois não vem nenhuma não é verdade? E é bem caro por sinal (R$ 1.500,00 pela versão Standard). No Ubuntu Linux o Open Office já vem instalado por padrão. Veja o Open Office rodando em comparação com o Microsoft Office. Vale lembrar que o Open Office abre e salva no formato do Microsoft Office e possui recursos únicos como exportar diretamente para PDF ou para animações Flash (isso mesmo, você pode pegar aquelas apresentações de slides bonitinhas que recebeu por e-mail e converter para Flash com 1 clique).
Editor de textos, editor de planilhas e editor de slides:

Word Open Office Writer

ExcellOpen Office Calc

Power PointOpen Office Impress

No post original, do site (que coloco o link de novo): http://www.tuxresources.org/blog/winlin/ temos aqui uma parada, o autor, Antônio Cláudio da C. Ayres começa a listar uma série de telas e funcionalidades do Linux – Ubuntu. Eu pessoalmente acho que o assunto original do post para por aqui e então vou editar o original e terminar nesse ponto. Tem umas telas e dicas legais lá e que eu vou postar em outro post hoje mesmo, certo? Aguarde.

Sejamos Livres,

Alex Rodrigues

Anúncios

7 comentários em “Linux x Windows

  1. Olá Alex Rodrigues, então kara, eu adorei esse tutorial que da primeira vez eu vi no http://www.tuxresources.org/blog/winlin/, utilizei essas imagens para criar um video para apresentar em minha escola politécnica (sou formado em técnico de informática e agora estou fazendo eletrônica) em uma feira de ciências, tive essa idéia porque quase ninguém gosta de ficar lendo e tals, só que agora gostaria de ir além, quero melhorar as imagens (que no original está muito ruim) e distribuir para a comunidade apartir do youtube, E GOSTARIA DE SABER SE VOCÊ PODE ENVIAR AS “TELAS” ORIGINAIS (com 100% de qualidade, para que o video fique com qualidade ótima)….
    Obrigado pela atenção e os seus créditos vão ser mantidos…

    Curtir

  2. Eu tinha postado isso:
    Olá Alex Rodrigues, então kara, eu adorei esse tutorial que da primeira vez eu vi no http://www.tuxresources.org/blog/winlin/, utilizei essas imagens para criar um video para apresentar em minha escola politécnica (sou formado em técnico de informática e agora estou fazendo eletrônica) em uma feira de ciências, tive essa idéia porque quase ninguém gosta de ficar lendo e tals, só que agora gostaria de ir além, quero melhorar as imagens (que no original está muito ruim) e distribuir para a comunidade apartir do youtube, E GOSTARIA DE SABER SE VOCÊ PODE ENVIAR AS “TELAS” ORIGINAIS (com 100% de qualidade, para que o video fique com qualidade ótima)….
    Obrigado pela atenção e os seus créditos vão ser mantidos…

    Estou esperando as imagens…
    acho que você esqueceu, obrigado…

    Curtir

  3. Não necessariamente.
    Se você já tem o Windows instalado tem que desfragmentar o HD e particionar ele. O Ubuntu te ajuda a particionar o hd, mas não se esqueça de desfragmentar.
    Se você não quer manter o windows é só fazer um backup dos arquivos e colocar o cd do Ubuntu, ele te ajuda no processo. Tem outro post aqui no Blog que fala sobre isso.

    Curtir

  4. Já experimentei o Open Office (versão para Windows) e não gostei… Achei o software meio tosco, e algumas coisas não funcionam direito (formatação de estilos, por exemplo)… Enfim, há uma opção ao Open Office, que funcione melhor?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s