Mais uma parada…

Estava navegando e achei um texto em um blog que achei que deveria colocar aqui. Ele trata de como instalar o Ubuntu em um Notebook. Como é uma experiência que eu não tenho teria que ter referência de outras pessoas mesmo. Por isso vou colocar o post abaixo, espero que seja útil:

Instalando Ubuntu no Acer TravelMate 2423WXCi

Na necessidade de fazer um upgrade de máquina, optei por um pouco de mobilidade. Estive na dúvida entre radicalizar e adquirir um Ibook G4, uma vez que os seus preços estão caindo devido aos novos lançamentos da Apple ou continuar na plataforma dos PCs.

Mas uma busca na rede me revelou que, para uma plataforma de hardware fechada, as minhas dificuldades para instalar o Ubuntu e usufluir o máximo do hardware, gastaria muito tempo hackeando… assim, levando em conta também o meu orçamento, adquiri um Acer TravelMate 2423WXCi (com 512MB de RAM). Simples e adequado ao meu bolso e as minhas necessidades!

Eu realmente me preparei espiritualmente e mentalmente para ler muita documentação para tudo funcionar a contento. E devo confessar que fiquei espantado com a extrema facilidade com que a instalação aconteceu!

Instalando o Ubuntu Dapper Drake Flight 6

Cd de instalação

Pré-Instalação

Baixei a última versão de testes do Ubuntu (Essa versão só será lançada oficialmente em junho) conhecida como Dapper Drake Flight 6.

Queimei um CD com esta versão e peguei o meu Live-CD do Kurumin. Com o Live-CD do Kurumin (versão 5.0, mas já está na versão 6.0) fiz um boot pelo CD, e como era de se esperar, tudo ocorreu muito bem.

Dentro do Kurumin usei o Gparted para reparticionar meu HD de 40 GB com o Windows XP instalado (usando NTSF como sistema de arquivo). Eu preferi particionar com o Kurumin, pois o Gparted é uma ferramenta gráfica, poderia usar o particionador em modo texto, do instalador do ubuntu…

Particionamento

Esta etapa não é obrigatoria. Poderia simplesmente escolher apagar o windows xp e instalar o Ubuntu! Mas, já que no preço do notebook está incluí­do o preço da licença OEM do windows… acho que não faz mal nenhum deixar ele por lá. Um segundo motivo (menos importante) para deixá-lo por lá, é para poder fazer alguns estudos/testes de integração/migração entre estas plataformas…

[Atenção]
Se você for fazer isto na sua máquina não esqueça de fazer, com antecedência, cópias de segurança dos seus arquivos. A probabilidade de você perder os seus dados num redimensionamento das partições de HD é diretamente proporcional a importí¢ncia dos mesmos e a falta de cópia de segurança!
[/Atenção]

Reduzi o tamanho da partição NTFS de 40 GB para 8,6 GB (já me arrependi, poderia ter deixado o windows só com 5 GB!). Com o espaço que sobrou criei 3 partiçoes: Uma FAT com 13,8 GB, para arquivos e que fosse visí­vel pelos dois sistemas (mas incrivelmente o windows não está enxergando esta partição… não é um problema por enquanto!). Uma partiçí o de 5.1 GB com reiserfs para o Ubuntu (arquivos do sistema). E uma partição de 9,8 GB para a pasta /home (arquivos dos usuários no GNU-Linux).

A vantagem de partições separadas para os arquivos dos usuários (a partição fat e a /home) é que upgrades são feitos sem que se perca todas as configurações no Linux (caso da /home numa outra partição) e no caso do windows, evita-se perda dos arquivos no caso de problemas com necessidade de reformatar o disco…

No final desta etapa fiquei com a configuração aí abaixo:Configuração da partição

Clique na imagem para vê-la ampliada

Obs: Ao contrário do que indica a literatura eu não criei uma partição swap! Esqueci… ;-( Só terei problema se precisar rodar muitas aplicações ao mesmo tempo! Até agora não percebi nenhum problema 😉 Mas em hipótese nenhuma faça isso em sua casa sem um adulto por perto!

[Atualização]
Seguindo este tutorial, adicionei uma partição swap!
[/Atualização]

Após o re-particionamento do HD feito no Kurumin rebooto o computador agora com o CD do Ubuntu na bandeja (drive de CD)!

Instalando

Optando pelo boot via CD, não tem mistério. Ele pergunta pelo idioma da instalação e depois se quero usar uma configuração padrão (apagar as partições existentes) ou se quero criar minha própria configuração.

Escolho minha própria configuração, que foi aquela já descrita anteriormente, e ao final do processo, ví­deo (já com a configuração correta: 1280 x 800), som, rede, rede sem fio, drive de cd/dvd, usb, etc…tudo funcionando.

Após o pppoeconf já estou acessando a internet via adsl.

Depois, com o synaptic (ferramenta gráfica para instalação de programas) instalo os meus programas preferidos e de “produção” que não estão na instalação básica: Kile (Editor de Latex), Audacity, Jpilot (para conversar com meu sony clié), Plucker, etc, etc, etc…

E finalmente fiz um upgrade de todos os pacotes que tinham novas versões.

Pós-Instalação

A única coisa que não testei ainda foi a aceleração 3D e o uso de um monitor externo!

A única coisa que tive que configurar foi o leyout do teclado… perguntei na lista Ubuntu-br e 1 hora depois tinha a solução:


Ele é us_internetional with deadkeys, mas tem que colocar 1 linha no xorg.conf para funcionar.

Na parte referente ao keyboard colocar essa linha:

Option "XkbVariant" "intl"

Obrigado Licio Fernando pela dica!

Embora a hibernação não ocorra, a opção sleep funciona 100%. O escalonamento da CPU não está habilitado. Preciso garimpar na rede se isso será possí­vel. O reconhecimento de mouse USB é automático, assim como o funcionamento do touchpad (sem nehuma intervenção da minha parte).

O botão especial de e-mail abre o Evolution (preciso mudar para o thunderbird!) e o botão especial de navegador abre o Epyphany!. Os outros dois botões especiais não estão habilitados sob o Ubuntu!

As teclas de atalho de volume e de controle de brilho da tela funcionam perfeitamente e a tecla F1 abre o “ajuda” do Ubuntu!

O LED que indica o funcionamento do “Wireless LAN” fica acesa, mas não pisca como no windows…

A tecla de atalho fn + F4 funciona colocando o note em sleep!

A tecla de atalho fn + F6 funciona apagando/desligando a tela!

A tecla de atalho fn + F7 funciona ligando/desligando o touchpad!

A tecla de atalho fn + F8 funciona colocando ligando/desligano o som!

Até onde pude observar, só dois botões que chamam programas especí­ficos da ACER para configurações no notebook, não estão funcionando, mas podem ser configurados para outras funções 😉

Eu ainda não testei o modem, mas o modelo indicado pelo lspci:

0000:00:1e.3 Modem: Intel Corporation 82801FB/FBM/FR/FW/FRW (ICH6 Family) AC'97 Modem Controller (rev 03)

Parece ser suportado no lInux, segundo a literatura!

E pra finalizar, alguns screenshots do ubuntu 😉

O Desktop Ubuntu

Desktop instalado
Clique na imagem para vê-la ampliada

Wifi no Ubuntu

wifi no Ubuntu Clique na imagem para vê-la ampliada

Rede no Ubuntu

Rede no Ubuntu
Clique na imagem para vê-la ampliada

Latex no Ubuntu

latex no Ubuntu
Clique na imagem para vê-la ampliada

Gravando CD no Ubuntu

Gravando no Ubuntu
Clique na imagem para vê-la ampliada

Palm no Ubuntu

Palm no Ubuntu
Clique na imagem para vê-la ampliada

O Note

O notebook

Conclusão

Quem disse que o Linux ainda não está maduro para o desktop/notebook, precisa rever os conceitos 😉

do blog sergioflima.pro.br em http://sergioflima.pro.br/blog/blogs/index.php?blog=1&p=1030&more=1&c=1&tb=1&pb=1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s