Como foi a instalação?

Bom,
continuando…

Eu passei muito tempo estudando como fazer para instalar o Linux em casa. Primeiro porque não tinha menor idéia de qual distribuição usar. São tantas que a gente fica perdidão. E aí a solução foi baixar vários CDs Live, que são CDs que você grava com o sistema e não precisa instalar para rodar ele. Hoje em dia, se não me falha a memória todos os cds do Ubuntu e suas variantes são Live, você testa e se quiser instalar tem um icone install para começar o processo.

Mas voltando, eu testei umas dez distribuições primeiro. Queria saber qual seria a mais fácil de usar, a mais amigável, a que na instalação reconhecesse o meu hardware, e o Ubuntu foi a que melhor me adaptei. Esse processo não deve ser feito com pressa, até porque você tem que baixar os cds e gravá-lo, né não??
Pois então. Baixei os cds, gravei, rodei todos no meu computador e depois de muito testar e ler sobre o assunto resolvi pelo Ubuntu. Aqui vale uma parada para respirar. Uma coisa que complica sempre quem está inciando não só no mundo Linux mas como no Open Source como um todo é a diferença de atitude. As pessoas da comunidade do Software Livre esperam umas das outras uma atitude diferente que estamos acostumados. Esperam da gente uma atitude mais ativa na busca de informações, esperam que tentemos fazer primeiro para buscar ajuda e que busquemos primeiro por nossa conta antes de entrar em um fórum. E posso dizer que apesar de ser mais demorado e mais sofrido desse jeito vai te trazer conhecimento e vai te facilitar a vida no fim das contas.

Isso resolvido parti para decidir o que faria, se deixava o Windows ou retirava ele. Resolvi deixar por dois motivos:

1) não uso a máquina sozinho, e acho que minhas escolhas não devem atrapalhar as dos outros.

2) Adobe, se tivesse o Illustrator e o InDesign para Linux o Windows tinha dançado da minha máquina.

É claro que tem jeito de instalar isso também mas isso é assunto para outra hora.

Pois então já tinha resolvido o que fazer. Instalar o Ubuntu junto ao Windows como Dual Boot. E isso me tirava o sono. Tinha lido por aí de vários problemas que as pessoas tiveram instalando dessa maneira, do Win corrompendo o Linux, do dual boot na partida da máquina não acontecer e as pessoas não conseguiam mudar de sistema. Pois então, fui novamente a Web, pesquisei bastante no google e descobri o seguinte:

1) Desfragmente o Windows antes. Isso impede que a instalação do Linux corrompa a do Win.

2) Instale o Windows primeiro e use no Win somente ferramentas do Win e no Linux do Linux. Se ficar passando scan de um no outro é pedir para ter confusão.

3) NUNCA criptografe nada no Windows. Mas isso eu conto porque depois.

Enfim, fui eu. Armado de coragem e uma certa dose de inocência fui começar a minha aventura. Meu sistema estava uma bagunça, tinha um HD de 40Gb lotado de arquivos e por isso comprei um HD de 180Gb e instalei ele. Como meu HD estava muito lotado e fragmentado, passei todos os arquivos para o HD grande e formatei o hd pequeno na instalação do Windows, e aí é que vem o drama. Do item 3 atrás. Como tinha criptografado meu arquivos muito tempo atrás não não lembrava ter feito isso, os arquivos com criptografia quando foram passados para outro hd e perderam a chave da criptografia na formatação eu fiquei com todos meus arquivos presos no computador, não posso ler, gravar, alterar, apagar. Nada. Portanto cuidado nessa hora. Se for instalar como eu fiz descriptografe tudo antes, desfragmente o Win e instale o Ubuntu.

Voltando. Estava com o Win instalado e parti para o Ubuntu. Mas fácil impossível. A instalação do Ubuntu acontece muito facilmente.

Ele primeiro pergunta sobre a língua que você quer instalar o sistema. Escolhe o que quiser mas a lista é grande. E segue uma sequência de páginas que vão configurando o seu sistema. Geralmente tudo automático. Você só tem que ir confirmando se é aquilo mesmo. Acha o teclado, o video, te pergunta qual a sua localidade para acertar o relógio e coisas assim. Depois vem a parte de nomear a sua máquina e escolher sua senha. O linux trabalha com permissões para tudo portanto guarde essa senha bem guardada, apesar de ela ser de fácil recuperação e mudança vai te dar trabalho desnecessário. O bom do Ubuntu é que você tem tudo explicado na tela que está aberta é só ler.

E aí vem uma parte importante, reparticionar o HD. Nessa hora você vai ser perguntado como vai reparticionar o HD. O Linux usa um sistema bem diferente do Windows para gerenciar os arquivos do sistema e do usuário. Aparecerá a tela para a configuração das partições. Selecione “Editar manualmente a tabela de partições”. Ele trabalha com uma partição que instala o sistema e outra de troca chamada de Swap. Aqui uma explicação legal sobre o que é cada coisa:

O sistema Linux precisa de pelo menos duas partições para poder funcionar corretamente. Uma partição SWAP (Área de troca) e uma partição onde será instalado o sistema. A partição SWAP é legal que, caso você tenha menos de 512MB de RAM no seu PC, coloque ela com o dobro da sua RAM. EX: Se eu tenho 128MB de RAM minha SWAP vai ter 256MB. Se eu tenho 256MB de RAM minha SWAP vai ter 512MB.

Caso meu PC tenha 512MB ou mais, coloco a SWAP com o mesmo tamanho da minha RAM.

Bom agora vai aparecer para você as partições que já tem no hd, no meu caso como já tinha o Windows instalado apareceu para mim a partição NTFS do sistema e o outro HD maior. Eu recomendo que instale os dois sistemas no mesmo HD, tenho lido bastante e o gerenciamento de sistemas em HD separados é meio chato. Voltando, Clicando com o botão direito nas partições você terá as opções de adicionar ou excluir partições. Crie a SWAP, clique com o botão direito em “Novo Tamanho“, coloque o tamanho da sua partição swap. Em “Criar Como” coloque partição primária e em “Sistemas de Arquivos” coloque linux-swap. Agora no “Espaço não alocado que sobrou” coloque o restante do espaço disponível ou então coloque o tamanho do espaço que desejar. No local onde está “Sistema de arquivos” coloque EXT3. Vai aparecer agora os pontos de montagem, só fique atento para ver se ele não está gravando em um HD errado ou tentando formatar nada, geralmente está tudo certinho. Na próxima tela vem a tela do GRUB, que é o programa que vai deixar você escolher na hora de dar partida no computador qual sistema vai usar. Clique em install e espere o sistema instalar. Relaxe, vá tomar algo e volte em breve.

Pronto seu sistema estará instalado com dual boot.

Qualquer dúvida pode me mandar um e-mail ou deixa um comentário aqui. Uma excelente referência é esse site, nele a gente encontra um passo-a-passo bem legal de como instalar o Ubuntu. De lá retirei algumas coisas para esse post.

Abraços,

Sejamos Livres.

Alex Rodrigues

Anúncios

2 comentários em “Como foi a instalação?

  1. Bom, já tinha o Windows XP no meu PC, instalei o linux(ubuntu 7.04) sem problemas, na partição correta…Mas quando ligo o computador não me oferece o dual boot, o ubuntu é carregado imediatamente e no desktop eu vejo minha outra partição e a acesso (ela está intacta), mas de maneira nenhuma consigo carregar o windows, você sabe o que eu possa fazer?
    Agradeço pela ajuda…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s